BLOG - #brsinforma

blog image

Os noticiários têm falado bastante sobre desenvolvimento sustentável. A causa é óbvia, depois de anos de um estilo de vida inconsequente e com muitos danos ao meio ambiente, precisamos mudar nossas condutas para não comprometer os recursos naturais para as gerações futuras.

 

Muitas pessoas querem fazer parte desta população ativa, que se compromete a ajudar o meio ambiente, mas ainda não sabem como podem fornecer essa ajuda. Assim, reunimos algumas dicas fáceis para você contribuir com a luta pela preservação da natureza.

 

1. Diga não ao canudo plástico

 

Eles já foram proibidos no Rio de Janeiro e em São Paulo e banidos de diversos estabelecimentos em outras cidades. Se tudo der certo, os canudos de plástico devem ser extintos nos próximos anos. Mesmo assim cientistas estimam que o plástico já produzido irá demorar cerca de 400 anos para se decompor.

 

Este pequeno utensílio é responsável pela morte de milhares de animais marinhos, dentre eles as tartarugas que o aspiram por suas narinas, sem falar na poluição que é gerada durante a produção do plástico. As alternativas são simples, deixar de usar ao beber algo, utilizar um canudo de aço inox ou, para estabelecimentos comerciais, a alternativa tem sido os canudos de papel.

 

2. Aprenda de vez a separar o lixo

 

Que tal marcar 2019 como o ano que você aprendeu a separar corretamente o lixo?

 

Lave plásticos, vidros e latinhas para não comprometer a saúde de quem trabalha com reciclagem e, aumentar a possibilidade de que o item seja reciclado. Separe o papel para ele não sujar e não misture os orgânicos no mesmo saco de lixo. Vidros devem ser colocados para recolha separadamente, visto que podem machucar os catadores.

 

Os reciclados devem ser entregues aos caminhões de coleta seletiva. Algumas cidades grandes contam com um aplicativo para catadores de materiais recicláveis, chamado Cataki, onde você solicita gratuitamente o recolhimento em sua residência.  

 

3. Use sacolas reutilizáveis

 

Atualmente quase todos os mercados contam com sacolas reutilizáveis e adquirir uma faz uma grande diferença para o meio ambiente. Sacolas plásticas são um grande vilão, visto que é um material utilizado em toda residência e um dos lixos mais produzidos com lenta decomposição, então deixar de levá-las para casa e diminuir seu uso é uma grande contribuição.

 

Para quem sempre esquece as sacolas reutilizáveis quando vai ao mercado, uma dica é sempre deixá-las dentro do carro ou na bolsa, visto que não ocupam muito espaço. 

 

4. Pratique o consumo consciente

 

Que tal não comprar em excesso e evitar o próprio descarte, praticando a reutilização e a reciclagem? Os produtos alimentícios têm uma quantidade desnecessária de embalagens, portanto, dê preferência para aqueles que produzem menos resíduos. Uma alternativa é fazer o plantio de alguns alimentos e consumir alimentos que podem ser comprados a granel, incentivando os produtores locais. Hoje, muitas vezes são gastos mais recursos e energia na produção das embalagens do que nos produtos em si, tornando-as um grande problema ambiental.

 

5. Diminua o desperdício e reutilize

 

O desperdício, seja ele qual for (não só de alimentos), é um dos maiores responsáveis pela grande quantidade de lixo e, consequentemente, pela poluição no mundo todo. Algumas práticas sustentáveis têm sido utilizadas, como a priorização do conserto de objetos quebrados ao invés de adquirir um novo, a doação de roupas e outros materiais que podem parecer já não ter utilidade, a reutilização da água das chuvas e até a compostagem para aproveitar o lixo orgânico.

 

6. Diminua o uso de veículos com motores a combustão.

 

Que tal unir sua caminhada diária com sua ida ao mercado, padaria ou açougue? Quem sabe usar transportes alternativos como os patinetes elétricos e bicicletas? Pode parecer pouco, mas um dia sem utilizar seu veículo reduz e muito a emissão de gases poluentes, além de trazer economia para seu bolso!

 

7. Produza sua própria energia

 

O setor energético tem se tornado referência mundial por ser o primeiro, dos grandes pilares sociais, a aderir à sustentabilidade. As formas mais tradicionais de gerar energia alternativa são através dos sistemas de energia eólica e solar fotovoltaica. A primeira é extremamente cara e inviável para pequenos consumidores e a segunda é a grande aposta global.

 

A eletricidade solar é barata se comparada a outras fontes de energia, atende pequenos consumidores e é a mais promissora de todas elas. Espera-se que ocupe o papel de principal fonte energética sustentável até 2050. Gerando a própria energia você economiza na sua conta de luz, não emite poluentes durante a produção e evita a utilização das demais fontes poluentes.

 

Ser sustentável e ajudar o meio ambiente pode ser mais fácil do que se imagina. As práticas citadas acima te ajudarão a ter uma vida melhor, mais saudável e ainda a economizar todos os meses.

 

Para as empresas, ser sustentável é uma via de mão dupla: ao mesmo que a empresa contribui com o meio ambiente, ela se beneficia. Ao utilizar os recursos naturais de maneira racional, a empresa passa a ser vista com bons olhos pelos consumidores e serve de exemplo para seus funcionários. Assim, vender seus produtos se torna mais fácil!

 

Qual das práticas mais te chamou atenção? Que tal entrar em contato e saber quanto custa economizar na conta de luz e ainda ajudar o meio ambiente? Fale com a nossa equipe!