BLOG - #brsexplica

blog image

Como funciona um sistema de energia solar fotovoltaica? A dúvida ainda é frequente, afinal esta tecnologia está cada vez mais na boca do povo e causa surpresa ao trazer economia por mais de 25 anos. Pensando nisso reunimos neste artigo tudo o que você precisa saber para acabar com suas dúvidas.

 

O sistema de energia fotovoltaica é composto por duas partes principais, os painéis solares e o inversor. Os painéis (também chamados de módulos ou placas) são formados por células fotovoltaicas que durante o dia captam a luz do sol, mais especificamente os fótons, que são pequenas partículas de luz e a transformam em eletricidade em corrente contínua.

 

A corrente contínua gerada nas placas solares é enviada para o inversor, que “copia” as características da rede elétrica da distribuidora local e a transforma em corrente alternada. Os inversores também são responsáveis por garantir a segurança do sistema fotovoltaico e gerar dados da produção de energia para o monitoramento do desempenho do sistema. Quanto melhor a qualidade do equipamento, melhor será a eficiência e segurança de seu sistema.

 

Posteriormente o inversor envia a corrente elétrica para o quadro de luz para alimentar aparelhos da casa como, por exemplo, geladeiras, lâmpadas e ar condicionado, reduzindo o valor da conta de energia. Ao final do mês a distribuidora realizará a leitura do relógio para identificar quanta energia foi produzida pelo seu sistema e quanta foi consumida, já que em momentos em que não há sol, não há geração de energia solar.  

 

A eletricidade que não foi consumida no local de geração no momento em que foi produzida, ou seja, a energia excedente, é lançada na rede elétrica e utilizada nos imóveis vizinhos, fazendo com que você fique com créditos junto à distribuidora. Estes poderão ser utilizados em até 60 meses para compensar os momentos em que é necessário o consumo da energia elétrica da concessionária, como por exemplo quando sua demanda for maior do que a produção.

 

É importante ressaltar que a incidência direta da radiação solar é essencial para que as células fotovoltaicas sejam mais eficientes na conversão da radiação solar em energia elétrica, pois, quanto mais luz direta o painel solar recebe, mais energia elétrica é gerada. Para um melhor aproveitamento, o ideal é sempre posicionar as placas em direção ao norte, com uma inclinação aproximada de 15° na região Centro-Oeste, e sem a interferência de sombras. A contratação de um serviço especializado é essencial para que seja feita uma avaliação do imóvel onde o sistema fotovoltaico será instalado e todos os quesitos acima sejam atendidos.

 

Uma vez instalados e averiguados todos os componentes, o inversor já pode ser configurado e testado. Após aprovação da concessionária, o sistema poderá ser ligado para dar início à geração. O prazo necessário para a aprovação do projeto elétrico pela concessionária e início da participação no sistema de compensalçao de energia é de até 34 dias, segundo a Resolução Normativa 687/2015.

 

Viu como é simples o funcionamento dos sistemas de eletricidade fotovoltaica? A tecnologia tem mais de um século de aprimoramento e segue evoluindo a cada ano. Exigindo equipamentos e serviços de qualidade você irá gerar energia e economizar por mais de 25 anos! Quer saber o tamanho da economia que a eletricidade solar pode te proporcionar? Entre em contato com a gente pelo formulário abaixo!