BLOG - #brsexplica

blog image

O Brasil é um país tropical com muitos dias de sol, o que torna a energia solar fotovoltaica um investimento certo. Porém, muitas pessoas têm dúvida sobre o funcionamento do sistema e dos painéis fotovoltaicos em dias de chuva. Logo, antes de fazer o investimento, é necessário entender como será sua geração em períodos chuvosos e como uma empresa, com serviços de qualidade, calcula a produção nestes períodos, para que você não pare de economizar.

 

Como o sistema fotovoltaico funciona em dias de pouco sol?

 

Inicialmente, vale lembrar que os painéis instalados no seu imóvel convertem a luz do sol em energia elétrica. Eles começam a operar logo nos primeiros momentos do dia e cessam após escurecer, variando a intensidade ao longo do dia.

 

Assim geração de energia solar consegue um excelente desempenho quando o sol está a pino, como nos dias de verão sem chuvas ou no horário do almoço. Contudo, é preciso pensar que existem outras condições temporais, já que períodos nublados ou chuvosos são inevitáveis e influenciam o funcionamento do sistema.

 

A boa notícia é que, mesmo em dias de pouco Sol, seu gerador solar não para de funcionar, pois a tecnologia não necessita de uma incidência direta e sim de  radiação ou luz solar. Em linhas gerais, havendo claridade, ela será captada pelos painéis que gerarão energia. Isso acontece porque a geração está ligada à insolação. Portanto, um dia de inverno de temperatura amena e com céu limpo, provavelmente terá um excelente desempenho.

 

Mesmo seu gerador produzindo energia nessas condições é preciso entender que há impactos na geração. Quando o céu não está completamente limpo, o sol não consegue agir com tanta intensidade pois parte da radiação é retida pelas nuvens e a luz não passa inteiramente por essas formações. Portanto, a produção atinge geralmente entre 30 a 60% do valor nominal de dias ensolarados. Para melhor visualização, em sistemas que têm software de monitoramento como os comercializados pela BrS Energia, basta observar os gráficos de produção. Você verá que os dias em que sua produção foi menor que o esperado coincidiram com os dias nublados e chuvosos.

 

Como as chuvas impactam a minha economia?

 

Para dimensionar o sistema adequado para suprir o consumo de energia do seu imóvel, principalmente se o objetivo for reduzir sua conta para a tarifa mínima de energia, a BrS Energia utiliza um software que conta com uma extensa base de dados e que considerará todos os dias chuvosos da sua região, baseado na média dos últimos anos. Então, os dias de Sol intenso compensarão os dias chuvosos e nublados, mantendo sua economia dentro do esperado.

 

Porém, caso seu sistema tenha sido instalado próximo ou em um período chuvoso, provavelmente sua conta terá um valor superior à tarifa mínima, mesmo que seu consumo permaneça constante. A lógica é simples: se os períodos de Sol intenso compensam os chuvosos e seu sistema não passou por esse intervalo de seca, você não terá créditos suficientes para abater em sua conta de energia. Mas não se preocupe, quando a seca chegar você provavelmente vai economizar e acumular créditos para compensar estes períodos em que você não chegou à tarifa mínima.

 

A tecnologia fotovoltaica foi aprimorada para aguentar todo o tipo de intempéries, principalmente os dias de chuva e nublados. Contratando uma empresa com experiência e qualidade de serviço, juntamente com equipamentos também de qualidade, não tem segredo, você vai economizar e não ter dores de cabeça por mais de 25 anos. Fale com nossa equipe!